sexta-feira, 6 de maio de 2016

Ó Beatitude

Segundo as Escrituras os inimigos do homem são três: O demônio, o mundo e a carne. Ora os Padres do deserto sempre nos advertiram da intensidade com que se dão no deserto estes combates. Por esta razão muitas ordens religiosas e em especial os camaldolenses sempre exigiram uma forte provação antes de permitir a vida eremítica para seus monges...

É aqui que experimentamos, como Cristo no deserto, o quanto o demônio nos quer oprimir, e o quanto ele nos quer fazer abandonar a solidão e o silencio.
Pois aqui estamos a sós com Deus. Esta solidão permite doces colóquios com o Esposo. E o silencio destrói em nos o fogo das paixões e nos deixa a salvo das ilusões do mundo.


Mas o combate se reveste de vários matizes; ora ele quer que abandonemos o eremitério sob o pretexto de algum bem espiritual a comunicar aos irmãos; ora nos quer convencer de que a vida na solidão é muito dura e que não podemos suportar. E o eremita muitas vezes se vê ansioso para ter algum pretexto para atravessar os muros do seu recolhimento. É neste momento que importa não ouvir a voz do inimigo, mas manter serenamente o bom propósito e permanecer na sua solidão. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário