quarta-feira, 4 de maio de 2016

O Evangelho da sublime eleição


Hoje é Vigília de Ascensão. Cristo subirá aos céus para em seguida nos enviar o Espírito Consolador, o doce Paráclito.

Mas antes estabelece uma sublime eleição divina:

“Manifestei o teu nome aos homens que do mundo me deste. Eram teus e deste-mos e guardaram a tua palavra.
7.Agora eles reconheceram que todas as coisas que me deste procedem de ti.
8.Porque eu lhes transmiti as palavras que tu me confiaste e eles as receberam e reconheceram verdadeiramente que saí de ti, e creram que tu me enviaste.
9.Por eles é que eu rogo. Não rogo pelo mundo, mas por aqueles que me deste, porque são teus.
10.Tudo o que é meu é teu, e tudo o que é teu é meu. Neles sou glorificado”S. João, XVII 6 - 10.

Eremitas prestem atenção, pois quem nos fala é o Divino Esposo! E o que Ele nos diz? Que somos dele. E Ele roga por nós junto ao Pai.

Detenhamos-nos nestas divinas palavras: “Não rogo pelo mundo, mas por aqueles que me deste, porque são teus”.

Ora o mesmo Santo Apóstolo João já nos havia advertido que o mundo inteiro jaz sob o poder do Maligno. E aqui o Divino Esposo distingue de modo claro os que são seus e os que são do mundo. E por isto o Santo Apostolo Tiago dirá: Adúlteros, não sabeis que a amizade deste mundo é inimiga de Deus, e que quem se faz amigo do mundo se faz inimigo de Deus?


Permanecemos sempre aos pés do Senhor em adoração e nunca cessemos de dar graças. Somos dele. Ele nos escolheu para Si. Atraiu-nos ao deserto para estar a sós conosco. Bendito seja Deus! Que seja precioso cada minuto no silencio e na solidão com o Amado. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário