segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Recumbens ille supra pectus Jesu

Reclinado sobre o peito de Jesus. 

O que faz um eremita no deserto? Ele ama. Ama profundamente a Deus. E por isso, permanece sempre aos pés de Jesus. 

Permanece sempre reclinado sobre o seu sagrado peito. Em adoração e louvor. Bendiz a todo momento o seu Amado.

Quando se levanta de madrugada para cantar Matinas e durante o dia vai sete vezes no coro ele o faz por amor ao Divino Esposo. 

Permanece em sua cela recolhido puramente por amor. 

Foi por amor que escolheu afastar-se do mundo e é por amor que vive em silêncio, guardando a estabilidade do seu deserto, em pobreza, castidade e obediência. 

Fez voto de converter-se todo dia ao Senhor por amor do Amado. 

Vive escondido, sem reconhecimento, porque para ele só importa os olhos do Esposo.

E é na vida simples, desapegada, pobre, confiante na Providencia, que o eremita vive seu amor por Jesus. 

E o segredo é esse: viver reclinado sobre o peito sagrado de Jesus. Que alegria e que felicidade maior pode existir nesse mundo? 

Nada se compara a poder ouvir as batidas do Coração de Jesus quando se mantem reclinado sobre o seu sagrado peito!

Isso é viver de amor. 

Tal como o Santo Apóstolo João. Tal como nosso venerável Pai São Bento, São Bruno, Santa Teresa do Menino Jesus... e tantos outros amantes. 

Essa é nossa divisa: recumbens ille supra pectus Iesu. 




Nenhum comentário:

Postar um comentário