quarta-feira, 26 de abril de 2017

Sobre o bem que faz quem ajuda a sustentar uma casa de vida solitária e contemplativa.



É sabido que a caridade e a esmola apaga uma multidão de pecados. Ajudar uma casa de vida contemplativa, um mosteiro ou eremitério que vive da Providencia de Deus e que passa por dificuldades, é uma grande obra de misericórdia.

O monge ou o eremita é aquele homem que deixou sua casa, seu pai e sua mãe, seus irmãos, para viver os conselhos evangélicos e se aplicar de modo constante a uma vida de solidão e silêncio na contemplação de Deus.

Renunciou a todos os bens deste mundo para viver somente para Deus. Sua vocação equivale aquela de Maria, irmã de Marta e Lázaro, pois o eremita permanece em adoração e louvor.

Ora quem ajuda um profeta recebe os méritos de um profeta. Quem ajuda um eremita recebe igualmente de todos os méritos e graças inerentes à vida solitária e contemplativa.

Por isso abrace esta causa: ajude a manter nosso eremitério com sua caridade e Deus, que tudo vê, haverá de dar a recompensa devida: o cêntuplo nesta vida e mais a eternidade.


Receberá de todos os dons e todas as graças colhidas na solidão do deserto! 

Um comentário: